FANDOM


Watch_Dogs
Watch Dogs Box Art
Informações gerais
Desenvolvedora(s) Ubisoft Montreal
Publicadora(s) Ubisoft
Data(s) de lançamento 27 de maio de 2014
Gênero(s) Ação e aventura, Mundo Aberto, Furtividade
Classificação 18
Protagonista Aiden Pearce
Local Chicago
Site Site oficial


❝ Tudo está conectado. Conexão é poder.❞
―Slogan oficial

Watch Dogs (estilizado como WATCH_DOGS) é um jogo em mundo aberto de ação-aventura em terceira pessoa. Foi produzido pela Ubisoft Montreal e publicado pela Ubisoft, lançado em 27 de maio de 2014 para PlayStation 3, PlayStation 4, Xbox 360, Xbox One, Wii U e Microsoft Windows. Foi revelado pela primeira vez na conferência de imprensa da Ubisoft durante o evento E3 de 2012 e originalmente planejado para novembro de 2013.

O jogo se passa em uma hiper-conectada Chicago, onde o jogador controla Aiden Pearce, um hacker que busca vingança contra aqueles que mataram sua sobrinha. Watch Dogs dá a Aiden Pearce o controle do CTOS, um sistema que controla grande parte da tecnologia de Chicago, permitindo ao jogador usar diferentes métodos para resolver numerosos objetivos.[1] Os exemplos incluem invadir os telefones das pessoas para obter dados bancários e roubar fundos, provocar avarias em equipamentos para distrair os outros personagens e alterar os semáforos do transito para causar colisões. Tudo isso com a ajuda de um celular smartphone muito avançado. O jogo também inclui um grande arsenal de armas incluindo pistolas, metralhadoras, espingardas, escopetas e um bastão retrátil.

Os jogadores também podem receber informações sobre os civis através do Perfilador, um sistema de perfil do CTOS que fornece uma ficha de informações sobre demografia, saúde e comportamentos de indivíduos conectados à rede. Objetivos de missões incluem encontrar alvos específicos para matar, fugir da polícia e seguir potenciais vítimas, a fim de impedir aqueles que seriam os seus assassinos. O combate utiliza uma combinação de componentes de furtividade e parkour, junto com a mecânica uma cobertura baseada em jogos de tiro na terceira pessoa.

O jogo foi um sucesso comercial. Uma semana após o seu lançamento, Watch Dogs já tinha vendido mais de 4 milhões de cópias fazendo do jogo a nova propriedade intelectual mais vendida de sempre durante esse período. Devido às demonstrações nas E3 de 2012 e 2013, Watch Dogs recebeu um combinado de mais de 173 prêmios e nomeações, incluindo três prêmios e quatro nomeações do Game Critics Awards. Teve uma sequência, Watch Dogs 2, em novembro de 2016.

História

A história do jogo gira em torno de Aiden Pearce, um hacker que está em busca de respostas após receber um ataque de mafiosos que acabaram matando sua sobrinha. Durante a trama, ele conhece novos amigos e inimigos e acaba se enfrentando com gangsteres e a própria máfia de Chicago, além de se reencontrar com velhos conhecidos.

Jogabilidade

Hacking

A mecânica central de Watch Dogs é o hacking.[2] O hacking é uma das mais importantes características do jogo, central tanto na jogabilidade como no enredo. Aiden Pearce, o protagonista do jogo, tem um smartphone com várias aplicações capazes de se infiltrar na maior parte da infraestrutura de Chicago. Devido ao fato de que a interpretação de Chicago em Watch Dogs é governada inteiramente pelo CTOS, Aiden Pearce tem o poder de acessar remotamente a rede e assim interagir com o ambiente – como semáforos, canos de vapor, bloqueios de estrada, pontes, caixas de fusíveis, e até com as luzes da cidade, etc. Aiden pode usar isto para sua vantagem em situações de combate para eliminar oponentes, criar diversões ou coberturas e esconder-se. Também pode usar como forma de furtividade.[3]

Combate

O combate de Watch Dogs é baseado em táticas furtivas e exploração da mecânica de hacking. Grande parte dos objetivos requerem a furtividade, para isso, o jogador tem a assistência de itens que podem ajudá-lo a distrair ou matar inimigos. O cenário também possui objetivos para os mesmos fins. Aiden possui um cassetete que ele pode usar para nocautear inimigos silenciosamente, além de possuir armas letais com silenciadores para ajudarem nesta tática. Quando a furtividade não é requerida, um arsenal completo de diversas armas está a disposição do jogador. O jogo não possui combate corpo-a-corpo, mas Aiden pode usar o cassetete mesmo não estando em furtividade, além de poder derrubar inimigos com um único golpe corpo-a-corpo usando uma arma grande.

Explosivos podem ser comprados ou criados pelo jogador. Eles permitem derrubar veículos e inimigos pesados. Enquanto progride, o jogador irá desbloquear pontos para gastar em uma Árvore de habilidades. Ela possui habilidades adicionais que podem melhorar no combate ou hacking de Aiden Pearce.

Veículos

Artigo principal: Veículos em Watch Dogs.

Watch Dogs possui uma variedade de veículos para se usar, em terra ou em mar. Perseguições policiais e com inimigos ocorrem frequentemente no jogo. Para ajudar Aiden, o jogador pode usar do hacking e desabilitar carros com um simples toque de botão. Para obter veículos o jogador pode usar o dinheiro fictício do jogo, ou roubá-los de diversas maneiras. A direção de Watch Dogs é dura e pesada, buscando deixar veículos o mais presos no chão possível, mas não busca realismo na dirigibilidade geral.

Progressão

Além da Árvore de habilidades que permite ao jogador melhorar seu protagonista, Watch Dogs possui um sistema de progressão similar a outros jogos da Ubisoft. Watch Dogs conta com missões-secundárias e que contam porcentagem. Para alcançar 100%, o jogador pode checar no seu smartphone os requisitos.

Um sistema de Notoriedade e Criminalidade foi adicionado. O Nível de Criminalidade é em relação que o jogador tem no momento com a polícia. Ao causar algum tipo de conflito, uma barra vai enchendo do nível em 1 até 5. Quando uma pessoa chama a polícia e ela rastreia o jogador, o Nível de Criminalidade define a dificuldade da perseguição e o quanto de reforço os policiais terão. Este nível pode aumentar dentro e fora de perseguições policiais. A Notoriedade é medida pelo número de pontos que você vai conquistando ao jogador o multijogador de Watch Dogs. Você pode perder Notoriedade se fracassar em algum objetivo online, e ganha ao cumpri-los.

Existe também o nível de Reputação, que define como Aiden é visto pela população. O jogador começa neutro, como Cidadão, e pode aumentar ou diminuir sua Reputação. Boas ações o fazem ficar popular entre os cidadãos e pela mídia como um Vigilante, e ações ruins o transformam em um Anarquista e causam a polícia a ficar mais atenta ao jogador. Caso sua reputação seja ruim, pessoas podem te reconhecer na rua e a mídia fará anúncios constantes sobre Aiden. Caso a reputação seja boa, pessoas podem reconhecer e até tirar fotos do vigilante nas ruas.

Quanto mais o jogador progride em missões, mais recompensas ele ganha, seja em dinheiro, com armas, veículos e vantagens novas.

Mundo-aberto

Watch Dogs é um jogo sandbox, ou seja, o jogador pode explorar um mundo aberto de maneira livre. Chicago possui Lojas de Roupas, Cafeterias, Lojas de Penhores, e diversas atividades secundárias para conter o tempo do jogador.

Multijogador

O jogo tem um elemento de multijogador online. Uma das experiências "multijogador" é uma interação entre dois personagens em que um deles entra na história do outro secretamente. Ao primeiro jogador (aquele que entra no mundo do outro jogador) é lhe informado que tem de encontrar o segundo jogador (que inicialmente desconhece que tem outro humano no seu jogo - não são dadas nenhumas notificações). Assim que o primeiro jogador encontra o segundo o objetivo é atualizado. O objetivo do primeiro jogador pode ser, por exemplo infiltrar-se no smartphone do segundo, tendo para isso que estar a uma certa distancia mínima. Quando o segundo jogador percebe que está a ser "invadido", pode tentar matar o primeiro jogador ou fugir para alcançar uma distância suficientemente segura, impossibilitando assim que o primeiro jogador invada o seu celular.

Além destes modos de invasão, o jogo possui um multijogador de até 8 jogadores em um único mapa,[4] similar a Grand Theft Auto V|Grand Theft Auto V, em que os jogadores podem andar livremente pelo mapa.[5] O jogo também tem vários modos competitivos incluindo Desafio CTOS Mobile, Hackeamento Online, Observação Online, Decodificação Online e um modo de Corrida Online.[6] Além disso, ficou disponível um aplicativo móvel para smartphones e tablets que permite que o jogador faça uma série de ações como desafiar outros jogadores ou usar hacks para criar armadilhas.[7] No entanto, os modos Decodificação e “vagar-livremente” não estão disponíveis para PlayStation 3 e Xbox 360 devido às limitações de hardware.[8]

Outras mídias

Watch Dogs foi um sucesso de vendas e rendeu um Season Pass com conteúdo adicional, além de uma sequência lançada em 2016.

Filme

Artigo principal: Watch Dogs (filme).

Um filme foi planejado para ser lançado baseado neste primeiro jogo, no entanto assume-se que o projeto foi cancelado devido a falta de menção sobre ele nos últimos tempos.[9]

eBook

Artigo principal: Watch Dogs //n/Dark Clouds

Watch Dogs teve um romance em eBook e conta acontecimentos após o jogo.

Aplicativo

Artigo principal: CTOS Mobile App.

O aplicativo mobile de Watch Dogs foi lançado em 27 de maio de 2014. Além das funcionalidades próprias onde o usuário controle o Departamento de Polícia de Chicago, o aplicativo era usado para o modo Desafio CTOS Mobile, onde o jogador mobile desafiava o jogador de console em uma corrida contra a polícia.

Desenvolvimento

O desenvolvimento de Watch Dogs começou em 2009,[10] depois que as especificações iniciais de um jogo diferente focado em dirigir, potencialmente na franquia Driver, foram descartadas com certas partes do projeto transformadas em material para Watch Dogs, incluindo a física de direção do plano original. Um novo mecanismo, chamado Disrupt, foi construído na Ubisoft Montreal especificamente para o jogo, que é ajustado para lidar com física complexa, sistemas emergentes e modelar forças físicas como vento e água de forma intricada.[11]

A Ubisoft priorizou o desenvolvimento do PC e das versões de próxima geração de Watch Dogs. Os criadores do jogo também trabalharam com a empresa de antivírus russa Kaspersky Lab para tornar os hackers no jogo mais realistas.[12]

O diretor criativo da Ubisoft Montreal Jonathan Morin falou sobre o uso da informação no jogo como ponto de virada e como ele permite aos jogadores controlar a cidade inteira através de sua mecânica de hackers: "[indo] além dos limites dos jogos de mundo aberto de hoje". O designer chefe Danny Belanger disse que o conceito de "cidade inteligente" levou os designers à ideia de conectar tudo e incorporá-lo na jogabilidade.[11] Um time de 130 funcionários trabalharam no jogo por um ano inteiro, e até o lançamento, mais de 600 funcionários chegaram a mexer no jogo em um total de 6 estúdios diferentes. Ubisoft Reflections, a mesma equipe por trás de Driver, forneceu a um conjunto de veículos "física e manuseio de ponta" para explorar as intrincadas estradas da grande Chicago.

Marketing

O jogo foi anunciado pela primeira vez na conferência da Ubisoft na E3 de 2012. A demo do jogo foi mostrada onde Aiden Pearce assassinava Joseph DeMarco em uma missão.

Depois que o trailer do jogo vazou um dia antes de sua conferência na E3 de 2013, o chefe de vendas e marketing da Ubisoft, Tony Key, disse que "se metade das pessoas já o viu, então tem metade de sua eficácia" e "quando as coisas não acontecem quando deveriam, causam muita ineficiência e geralmente diminuem o impacto". Keys também acrescentou que a introdução do jogo há um ano foi uma daquelas ocasiões especiais que são difíceis de reproduzir.[13] Após a E3 de 2013, o jogo foi apresentado em um segmento de Late Night With Jimmy Fallon.

Com a parceria contínua entre Ubisoft e Sony, a Ubisoft anunciou que o Watch Dogs teria quatro missões adicionais para os consoles da atual e nova geração da Sony, o PlayStation 3 e o PlayStation 4, cuja conclusão desbloqueará uma nova roupa para Aiden Pearce.[14]

Ubisoft ainda manteve sua parceria com a Nintendo e lançou Watch Dogs para WiiU.[15]

Edições especiais

  • Uma figura de Aiden Pearce de 23 cm
  • Steelbook™ exclusivo
  • Caixa de colecionador DEDSEC Edition
  • Watch_Dogs Artbook: artes conceituais e ilustrações que inspiraram o jogo
  • Trilha-sonora do jogo
  • Mapa de Chicago de Watch_Dogs
  • Pacote com quatro cards colecionáveis
  • Pacote com três insígnias exclusivas
  • Três missões adicionais - Palace Pack, Signature Shot e o Breakthrough Pack

  • Caixa de Colecionador VIGILANTE
  • Boné do Aiden Pearce
  • Máscara do Aiden Pearce
  • Trilha-sonora do jogo
  • Missão um-jogador adicional - Palace Pack

Recepção

Pré-lançamento

E3 2013 awards

Prêmios que Watch Dogs recebeu na E3 de 2013.

Watch Dogs foi anunciado na conferência de imprensa da E3 2012 e recebeu uma recepção positiva e empolgante, e foi elogiado por seus gráficos de "próxima geração" e recebeu vários prêmios "Best of E3 2012".[16] Na convenção da E3 do ano seguinte, com um novo trailer, uma demonstração ao vivo no PS4 e a revelação de novos modos de jogo para múltiplos jogadores e companheiros, Watch Dogs foi novamente elogiado por fãs e críticos e foi escolhido por vários meios de comunicação como um dos jogos mais impressionantes da E3 nas plataformas atuais e da nova geração.

Lançamento

Watch Dogs recebeu críticas positivas na maior parte, embora menos entusiasmadas. As pontuações médias das análises foram geralmente 8/10. Nos sites de análise agregada GameRankings e Metacritic, os sites deram respectivamente à versão para PlayStation 4 82,88% e 82/100, versão para Xbox One 77% e 77/100 e versão para Microsoft Windows 76,75% e 81/100. No whatoplay.com, recebe uma pontuação agregada (pontuação de reprodução) de 7,39 no PC, 8,48 no PS3, 8,77 no Xbox 360, 7,91 no Wii U, 8,40 no PS4 e 8,07 no Xbox One.

Durante seus primeiros dias de lançamento, Watch Dogs gerou polêmica devido ao uso de personagens femininas, pessoas de orientação homossexual e de raça. Falando sobre o uso de mulheres, Arthur Gies, da Ploygon, disse em sua análise que "[as] personagens femininas em Watch Dogs são vítimas, para serem sequestradas ou assassinadas no interesse da trama ou motivação de personagens e são quase todas abertamente sexualizadas",[17] enquanto Kirk Hamilton, em sua crítica ao Kotaku UK, disse sobre minorias: "o jogo parece direcionado diretamente para a demografia predominantemente masculina dos videogames... apenas um personagem negro consegue algo parecido como um desenvolvimento do personagem; o resto existe simplesmente para matar ou ser morto ou ocasionalmente se envolver em agressão sexual enquanto estiver na câmera". Gita Jackson, da Paste Magazine, também expressou duras críticas ao retrato do jogo de personagens secundários e NPCs, dizendo que "enquanto nos mostra minorias ao discutir crimes e tiroteios, isso sugere que pobreza e violência são os únicos contextos em que as minorias existem em Chicago de Watch Dogs... Eu não chegaria ao ponto de chamar isso de racista, ou mesmo de pensar que isso foi feito com mal-intencionado, mas me parece desonesto".[18]

Um vídeo no YouTube, intitulado "Tornando o mundo um lugar melhor", mostrou um jogador Watch Dogs usando a liberdade do jogo para abater pessoas negras, muçulmanos, homossexuais, ativistas de direitos humanos, cientólogos e tudo mais que ele consideraria ser digno de "tornar o mundo um lugar melhor".[19] No dia do lançamento do jogo, Ethan James Petty, um roteirista de Watch Dogs, tweetou que ele mal podia "esperar para ver como vocês abusarão de nossos pobres NPCs em #WatchDogs Não deixe de tirar screenshots!".[20][21] Quando confrontado pelo desenvolvedor de jogos David Gallant sobre o fato de os jogadores estarem usando o Perfilador para cometer atos de ódio, Petty comentou: "[Essa é a] realidade doentia em que vivemos – a privacidade das pessoas reduzida a fatos", explicou. "O Perfilador em sua essência *deveria* ser ofensivo para todos."[20]

Galeria

Referências

  1. E3 2012: 'Watch Dogs' announced by Ubisoft - watch video. Digital Spy (4-6-2012). Página visitada em 20-6-2012.
  2. [http://watchdogs.ubi.com/watchdogs/en-us/game-info/index.aspx Watch Dogs - Game Info]. Ubisoft. Página visitada em 7-4-2014.
  3. Watch Dogs Hacks, Vehicles and Weather Discussed. Página visitada em 7-4-2014.
  4. Luís Alves (7-3-2014). Watch Dogs terá modo multijogador online. Eurogamer. Página visitada em 7-3-2014.
  5. Dave Cook (7-3-2014). Watch Dogs: 8-player free roam mode confirmed by Ubisoft. VG247. Página visitada em 10-3-2014.
  6. James Lara (8-3-2014). Watch Dogs Multiplayer Dubbed “Online Contracts”, 5 New Modes Revealed. MP1ST. Página visitada em 10-3-2014.
  7. Wallace, Kimberley (23-4-2014). Breaking Down Watch Dogs' Multiplayer Modes – Will They Be Meaningful?. Game Informer. Página visitada em 17-5-2014.
  8. Steinman, Gary (13-5-2014). What Makes Watch Dogs a True Next-Gen Game. Ubisoft. Página visitada em 19-5-2014.
  9. Graser, Marc (12 de Julho de 2013). Ubisoft Parece Querer Fazer Filmes Sobre ‘Watch Dogs,’ ‘Far Cry,’ ‘Rabbids’ (EXCLUSIVO). Variedade. Acessado em 15 de Março de 2014.
  10. Kaye, Darryl (29-06-2013). Development On Watch Dogs Began In 2009. GamingUnion. Página visitada em 30-06-2014-06-30.
  11. 11,0 11,1 Stuart, Kieth (09-05-2013). Watch Dogs preview: multiplayer, story details and more. The Guardian. Página visitada em 12-06-2013.
  12. Ubisoft working with Kaspersky Lab to make Watch Dogs' hacking more true to life. Engadget (10-05-2013). Página visitada em 07-04-2020.
  13. Watch Dogs and the Real Power of Secrecy. Polygon (12-06-2013).
  14. E3 2013: Assassin's Creed IV, Watch Dogs Get Exclusive PS3, PS4 Content. IGN (11-06-2013). Página visitada em 07-04-2020.
  15. E3 2013: Watch Dogs and 13 other third-party games coming to Wii U and 3DS. Gamezone (11-06-2013). Página visitada em 07-04-2020.
  16. Mallory, Jordan (4 de junho de 2012). Watch Dogs' announced, looks futuristic. Joystiq. Página visitada em 4 de dezembro de 2013.
  17. Gies, Arthur (27 de maio de 2014). WATCH DOGS REVIEW: SPOOK COUNTRY. Polygon. Página visitada em 3 de junho de 2014.
  18. Jackson, Gia (9 de maio de 2014). The Chicago of Watch Dogs vs. The Chicago of Reality. Paste Magazine. Página visitada em 3 de junho de 2014.
  19. Making the World a Better Place. YouTube. Página visitada em 3 de junho de 2014.
  20. 20,0 20,1 Gallant, David S. (28 de maio de 2014). Conversation with Ethan James Petty. Stor: davidsgallant. Página visitada em 3 de junho de 2014.
  21. Hernandez, Patricia (2 de junho de 2014). Some Players Are Hunting Down Minorities In Watch Dogs. Kotaku Australia. Página visitada em 3 de junho de 2014.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.